sexta-feira, 7 de maio de 2010

A essência das posturas.


Asana (postura do Yoga) quer dizer assento e sua principal característica deve ser a permanência em uma condição de conforto e estabilidade, dois atributos fundamentais. Ao executar um asana, seja qual for - desde uma torção até uma postura de equilíbrio - se você estiver estável e confortável, é possível aquietar a mente. Quando fazemos as posturas com a mente quieta, tranquila, com o foco da atenção no corpo, estaremos realizando um asana. Se a mente estiver dispersa, estaremos fazendo uma simples pose. O importante é ter consciência do corpo durante a realização do asana, estar com a atenção no momento presente. Aí poderemos, através da observação do corpo, buscar o alinhamento correto, fazer ajustes necessários para que haja conforto e estabilidade na posição.

Aqui vão algumas considerações para estar sempre estável e confortável nos asanas:

1- As posturas devem ser feitas lentamente. O movimento deve ser lento para construir a postura, para desfazê-la e na sua transição para a postura seguinte. Tudo feito de uma maneira tranquila, agradável, sem pressa.

2- Nunca forçar demais o corpo. Fazer o máximo que você consegue, mas sempre respeitando os limites do corpo. Se você não consegue ainda colocar as mãos nos dedos dos pés, vá devagar conquistando o seu alongamento. Vá até onde acha que pode chegar. O alongamento é gradativo, prática após prática. Ou se você não faz uma postura invertida, acha que ainda é muito para você, lembre que asana não é ginástica e nem acrobacia, é conforto na posição. Se respeite sempre.

3- A respiração deve fluir naturalmente. Nunca prenda a respiração ou tente controlá-la de qualquer maneira. A respiração deve ser sempre fluida e tranquila. Você deve ter a consciência da sua respiração durante a permanência no asana e na sua transição para a postura seguinte. A respiração consciente ajuda a manter o foco da atenção no momento presente. Com a respiração consciente observamos melhor a postura e nos beneficiamos melhor dela.

4- Tônus correto. Quanto mais colocamos a atenção na postura, menos esforço desnecessário dispendemos. Deve-se contrair apenas a musculatura solicitada para manter a postura, enquanto outras partes do corpo permanecem relaxadas.

5- Alongamento progressivo. É devagar e sempre que conquistamos o alongamento. Hoje ainda está difícil encostar o abdômen na coxa em posturas de flexão, mas com a prática, o corpo vai cedendo, você vai aprendendo a relaxar e aos poucos você chega lá.

6- A mente presente. A mente deve estar focada no que você está fazendo. O foco da atenção deve estar no corpo e na respiração.

7- A roupa deve ser corfortável.

8- Acessórios são bem vindos. Blocos, bolster, almofada, fita, cadeira, manta, ajudam a manter o conforto e a estabilidade.

9- O local de prática deve ser tranquilo e ventilado.

Boa prática!

Namastê.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...