quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Prana Krya. Respiração completa do Yoga


Prana Krya, ou respiração completa, é o primeiro passo para começar a praticar Pranayama.

Em um lugar tranquilo e arejado, deite-se de costas sob o seu "mat", flexione os joelhos, apoiando os pés no chão na largura do seu quadril e para maior conforto una os joelhos. Deixe os braços ao longo do corpo com as palmas das mãos voltadas para cima, procurando relaxar os ombros e o peito. Sinta-se totalmente estável e confortável. Feche os olhos.

Nos próximos minutos apenas observe o ritmo natural e espontâneo da sua respiração. Explore a sua respiração. Perceba se está rápida, curta ou lenta. Observe o ar que entra e que sai dos seus pulmões, o toque do ar nas narinas, a temperatura do ar mais fresca na inspiração e mais morna na expiração.

Agora comece a interferir na sua respiração, procurando respirar de uma maneira mais ampla, profunda e suave. Vamos vivenciar a respiração completa.

A respiração completa ou Prana Krya tem três fases:
  • Respiração baixa ou abdominal: apoie as mãos sobre o seu abdômem. Sinta ao inspirar que o abdômem se expande, indo para cima; e ao expirar o abdômem naturalmente se contrai, indo para baixo.
  • Respiração média ou intercostal: apoie as mãos nas costelas. Sinta ao inspirar que as costelas se alargam lateralmente e ao expirar elas se fecham.
  • Respiração alta ou subclavicular: apoie as mãos sobre o peito. Sinta ao inspirar que o peito sobe se expandindo e ao expirar o peito desce.
Depois de sentir cada fase da respiração, comece a praticar a respiração completa. Deixe os braços novamente ao longo do corpo. Ao inspirar o abdômen se expande, as costelas se alargam e o peito sobe; ao expirar o peito desce, as costelas se fecham e o abdômem volta à posição normal.

Na respiração completa devemos usar todo o sistema respiratório. O importante é manter a respiração sempre no mesmo ritmo, lembrando de quatro características: a respiração deve ser ampla, profunda, fluida e suave.

Prana Krya é a base para todas as outras técnicas respiratórias do Yoga.

Pratique Prana Krya por 10 minutos todos os dias. Finalize em Shavasana por 5 minutos.

Depois de estar mais familiarizado com a respiração completa, pratique-a sentado em Sukasana (posição com as pernas cruzadas), ou encostado na parede para dar mais suporte na coluna ou mesmo sentado em uma cadeira.

Aos poucos com a prática, vamos aprendendo a respirar corretamente. Assim, a respiração completa se tornará a sua respiração natural, 24 horas por dia.

Ter consciência da respiração é estar no momento presente, sempre se auto observando.

So Ham!!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...