terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Abhyasa + Vairagya = Yoga


Abhyasa, traduzido por prática constante e Vairagya, por desapego, são prescritos por Patanjali como meios para se atingir Yoga.

Estes ensinamentos descritos nos Yoga Sutras há 200 AC podem ser muito preciosos no mundo de hoje que valoriza o materialismo e a competitividade como fonte de felicidade. É incrível observar tanta gente que bombardeada pela mídia ainda acredita que só encontrará satisfação quando adquirir coisas e mais coisas.

A filosofia do Yoga ensina um caminho completamente oposto. A plenitude está em nós mesmos e não no mundo exterior. É só na descoberta do nosso eu mais profundo é que encontraremos a paz duradoura.

Patanjali define Yoga como a cessação das flutuações da mente, ou seja, Yoga é estar com a mente em silêncio, tranquila, em paz, sem fluxo constante de pensamentos e emoções.

Ele afirma que por meio da prática constante, Abhyasa, e do desapego, Vairagya, surge este estado de Yoga.

Prática constante é estabelecer um hábito de ir em direção ao nosso interior, ao eu profundo, a nossa verdadeira essência. A tendência natural da mente é fluir para o mundo exterior, e a proposta é direcionar constantemente o olhar para dentro. Esse movimento em direção ao interior é o verdadeiro objetivo das diversas práticas do Yoga, desde os asanas, pranayama, mantras, mudras, yantras até a meditação.

Patanjali em seus sutras afirma, ainda, que a prática constante, Abhyasa, deve ser por um longo tempo, sem interrupções e com devoção, colocando fé.

Já desapego é se libertar dos objetos materiais que nos rodeiam. É não dar tanta importância, é se desvencilhar da necessidade de adquiri-los. São apenas objetos materiais e não dependemos deles para a nossa felicidade. Objetos materiais são ilusórios e a ilusão nos distancia da nossa essência.

Desapego é também se libertar de pensamentos desnecessários que ocupam a nossa mente. Para nos darmos conta disso, basta observar a mente por alguns minutos. Logo perceberemos quantos pensamentos dispersos e emoções descabidas nos passam pela cabeça.

A idéia é se libertar, se desapegar e constantemente voltar a sua atenção para dentro.

Então, como colocar em prática na vida do dia a dia estes dois ensinamentos? Acredito que em primeiro lugar precisamos nos dar conta disso e em segundo, estar dispostos a ter uma vida menos condicionada e mais espiritualizada. A partir daí começa a jornada rumo ao auto-conhecimento. Estar sempre se auto observando, sem julgar ou criticar, nos coloca em contato com o momento presente. Estar no momento presente é a única maneira de não deixar a mente divagar. Sempre que se lembrar, até que se torne um hábito, observe o seu corpo, a sua respiração e a sua mente e viva o momento presente, o aqui e agora.

Faça a sua prática de Yoga tendo em mente este dois princípios, Abhyasa e Vairagya, se conecte com o presente e acredite nesta experiência. Fora do seu tapetinho, continue se auto observando e sempre que puder, em algum momento do dia, sente-se e aquiete-se por 5 a 10 minutos em algum lugar tranquilo da sua casa, se tiver um jardim, ótimo.

Desapegue-se! Para que adquirir tantas coisas! tenha só o que realmente precisa e gosta, o resto dê para quem realmente necessita. Dou um exemplo que aparentemente parece fútil mas que para mim foi um aprendizado. Consegui me libertar de um hábito que tinha durante grande parte da minha vida. Toda vez que comprava uma roupa nova costumava guardar no armário e esperar o momento certo para usa-la. O que acabava acontecendo é que o momento nunca chegava, a roupa acabava saindo de moda e eu ainda esperava a oportunidade ideal. Hoje eu percebo que além do apego, me distanciava do momento presente, fantasiando o momento ideal para poder usar a roupa, que obviamente nunca chegava. Agora, compro a roupa hoje e amanhã já estou usando.

Redescubra-se!

Namastê!

3 comentários:

Renata disse...

Silvia vc tem " Dom" para transmitir seus ensinamentos de maneira profunda, agradavel e clara! Seu exemplo da roupa nao tem nada de fútil - qta coisa compramos para preencher espaço....mas do "armário" ...da nossa alma!
Bjjjs Renata Fialdini

Sylvia Freire disse...

Obrigada, Renata! É verdade mesmo, para que comprar tanta coisa e ainda temos que considerar que já não temos mais armários e espaço para armazenar tanta coisa. Bjo

Solo disse...

I just read the Tapas+Ahimsa=Yoga post, and now this. You are truly understanding the deep Nature of Yoga philosophy, not just the physical asanas. This is good.
To not collect unnecessary material things is called "Aparigraha" by Patanjali. This is one of the five "Yamas" of Ashtanga Yoga. Vairagya is an aspect of it, but it deals with mental attachments, while Aparigraha with physical possessions.
Excellent work, a delight to read this blog. May you excel in both physical and mental Yoga. Thanks, and Namaste from India.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...