quarta-feira, 29 de junho de 2011

Vrksasana. Postura da árvore.

Vikrsasana

Vrksasana, postura da árvore, é uma postura de equilíbrio. Posturas de equilíbrio são um desafio, um treino de concentração. Para manter-se concentrado, fixe a sua atenção num ponto a sua frente na altura dos olhos e mantenha-o durante a construção e a permanência na postura. Dessa forma, a mente permanece atenta, no momento presente.

De uma forma mais lúdica, imagine que os pés são as raízes da árvore, as pernas o troco, os braços são os galhos e as mãos são as folhas....harmonize-se com a natureza!

Esta é uma postura simples e de fácil execução. Aceite este desafio! Vamos construí-la passo a passo!


Tadasana

Inicie em Tadasana, postura da montanha. Pés firmes no chão, pernas ativas, coluna alongada... para detalhes do alinhamento desta postura, clique Tadasana!

Vikrsasana

Transfira o peso para a perna esquerda e lentamente eleve a perna direita, apoiando-a na panturrilha....mantenha o quadril imóvel... una as mãos no centro do peito em Anjali Mudra...

Vikrsasana

ou eleve um pouco mais a perna direita e apoiando a sola do pé na parte interna da coxa. Para esta ação faca o ajuste com o auxílio das mãos. O importante é se manter estável na posição, por isso respeite o seu limite sempre!

Vikrsasana

Se estiver estável, eleve os braços mantendo a posição das mãos.... e a respiração suave e fluida. Mantenha a posição por alguns instantes, procurando a imobilidade, mantendo o olhar...apenas observando o corpo na posição. Para se manter cada vez mais estável na posição, ative Mula Bandha (contração dos esfícteres) e Uddiyana Bandha (contração suave do abdome para dentro e para cima).

Tadasana

Desfaça a posição, descendo ao mesmo tempo a perna e os braços, retornando a posição inicial, Tadasana. Faça o mesmo para o outro lado, elevando a perna direita. Relaxe!

Boa prática!

domingo, 19 de junho de 2011

Os cinco grandes elementos da natureza.


Segundo a filosofia do Yoga, existem três grandes forças que regem a natureza: Tamas (inércia), Rajas (movimento) e Sattva (equilíbrio). Essas forças são chamadas gunas. Para saber mais sobre os gunas veja a postagem "As forças que regem a natureza."

Da combinação destes três gunas surgem os cinco grandes elementos da natureza: terra, água, fogo, ar e espaço. Os elementos da natureza (em sânscrito mahabhutas) representam os estados sólido, líquido, radiante, gasoso e etéreo da matéria.

As características dos cinco elementos da natureza são pontos importantes nos pensamentos ióguicos e ayurvédicos. Os elementos nos permitem experienciar o mundo a nossa volta. Além disso, estão presentes na constituição e no funcionamento do corpo físico. Influenciam também o corpo de energia, ou corpo sutil.

Robert Svoboda, médico ayurvédico, em seu livro "Prakriti" explicita que os elementos mostram que todo o universo é formado por diferentes frequências ou vibrações da natureza (em sânscrito prakriti). Veja um trecho traduzido de seu livro:
  • Terra - estado sólido da matéria, cuja característica é o atributo de estabilidade, rigidez e firmeza. Terra é uma substância estável.

  • Água - estado líquido da matéria, cuja característica é a sua fluidez. A água é uma substância sem estabilidade.

  • Fogo - tem o poder de transformar uma substância do seu estado sólido para o líquido e de líquido para o gasoso e vice versa. Fogo é forma, mas sem substância, cuja característica é transformação.

  • Ar - estado gasoso da matéria, cuja característica é sua mobilidade e dinamismo. Ar é existência sem forma.

  • Éter - é o campo onde tudo se manifesta e para onde tudo retorna; é o espaço onde todas as manifestações ocorrem. Éter não tem existência física, sua existência se dá na possibilidade de infinitas manifestações.

Namastê!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...