quarta-feira, 9 de maio de 2012

Virabhadrasana I. Postura do Guerreiro.


Virabhadrasa I

Virabhadrasana I, postura do guerreiro, como o próprio nome indica, é uma postura onde demonstramos determinação e força. É uma postura intensa e vigorosa que alonga e fortalece a coluna vertebral, pernas, braços e a pelve. Promove a expansão da musculatura peitoral. Obtêm-se mais os benefícios desta postura quando há permanência na posição.

Vamos construí-la passo a passo:

- Deixe o pé esquerdo à frente e dê um passo para trás com a perna direita.
- Comece alinhando o corpo pelos pés: calcanhar esquerdo alinhado com o arco do pé direito. O pé direito deve estar num ângulo de 45 graus. Mantenha a base dos pés bem colada no chão e o arco do pé direito.
- Perna esquerda deve estar flexionada, e o joelho alinhado com o tornozelo. A perna direita deve estar estendida com a patela ativa para cima;
- Quadris devem estar voltados para frente; quadris e ombros alinhados.
-  Braços devem estar estendidos para cima com o dedo médio apontando para o céu.
- Peito aberto e a respiração fluindo naturalmente pelas narinas.
- Para sair da posição, simultaneamente aproxime o pé direito do esquerdo e desça os braços. Volte a posição inicial Tadasana. Faça a posição com a outra perna.

Virabhadrasana I com extensão.

Durante a permanência na posição, podemos ir um pouco além, fazendo um movimento de expansão com o peito. Inspire expandindo a caixa toráxica em três dimensões: - de cima a baixo, - de um lado ao outro, - e da frente para trás. Sinta a energia do coração se expandindo em todas as direções.

Concentre-se no fluxo de energia. Capte a energia da terra através das solas dos pés, conduza-a através das pernas e concentre-a no assoalho pélvico, acionando Mula Bandha. Suba com a energia até o plexo solar e concentre-a na região do peito, no Anahata, o chakra do coração. A partir daí, irradie esta energia para todas as extremidades do corpo, deixando Vyana Vayo fluir em todas as direções. Deixe a respiração no ritmo natural.

Pratique a auto observação - Svadhyaya - durante a permanência, concentre-se em você, no seu corpo, na sua respiração, medite na posição.

Namastê.

Um comentário:

mulheresdocoveiro disse...

Silvia parei pela primeira vez em seu blog hoje e gostaria de dizer que achei maravilhoso a forma como voce explica os asanas e principalmente as fotos que ilustram sua sequencia. Estou tirando minha certificacao de Yoga, fora do Brasil e confesso que o desafio esta sendo na lingua e principalmente no contexto de que para que nao se ofenda nenhuma religiao a Yoga aqui ensinada tenta nao juntar a parte energetica/espiritual/ e tudo aquilo de mais maravilhoso que nos da a base e de onte eu iniciei no Brasil com (YOgananda meu querido mestre atraves do primeiro livro aos 12 anos de idade que minha tia me deu).Feliz de VIr aqui e ler explicacoes em minha lingua de forma grandiosa para juntar as explicacoes que sao muito tecnicas, com muito cueing, too much talk, muito workout e pouco feeling que eh meu dia a dia aqui do outro lado, somente preencheu meu resto de noite, estou extremamente agradecida. Hoje eu dei minha primeira comunnity class, e achei seu blog atraves de search por aparigraha e vairagya enquanto conversava com um amigo e buscava um site em portugues para ele. Adoro esse fluxo fantastico que a Yoga presenteia a nossa vida, no presente todos os dias. Meu presente hoje foi seu blog! COntinue com essa dadiva sua, em seus ensinamentos! Namaste.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...